Ariquemes AGORA
Notícias

Leia as principais notícias de Rondônia

Júri absolve acusado de matar Jojo Todinho de Alto Paraíso

Por OOBSERVADOR, 22/11/2021 13h10

Aos leitores, ler com atenção!
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

Os jurados do Conselho de Sentença absolveram o acusado Anderson Rodrigues de Souza, vulgo ´Piá´, do bárbaro assassinato de Valdinete de Jesus Oliveira, a Jojo Todynho, ocorrido no dia 21 de julho do ano passado, na Vila Nova União, entrada de Cujubim pela BR 364, no município de Alto Paraíso.

O julgamento aconteceu na semana passada, na sala do júri da 1ª. Vara Criminal de Ariquemes.

´Piá´ foi solto por ordem do Juízo após o julgamento. O Ministério Público vai recorrer da sentença para anular o júri, mantendo sua acusação de que o réu cometeu homicídio triplamente qualificado - art. 121, §2º, I (motivo torpe), III (meio cruel) e IV (recurso que dificultou a defesa da vítima; surpresa), previstos no Código Penal.
Segundo investigações policiais, o crime foi cometido por questões relacionadas a uso de entorpecente.

O homicídio teria sido presenciado por duas testemunhas, que estavam em casa, acompanhadas da vítima. Segundo elas, Piá chegou na residência e bateu na porta, alegando que perdera as chaves e que queria entrar para dormir com a vítima.
Jojo Todinho foi morta com diversas facadas.

RELEMBRE O CASO:

Acusado de matar Jojo Todinho foi denunciado por homicídio triplamente qualificado.

O Juízo da 1ª. Vara Criminal de Ariquemes aceitou a denúncia do Ministério Público para processar Anderson Rodrigues de Souza, vulgo ´Piá´, pelo bárbaro assassinato de Valdinete de Jesus Oliveira, a Jojo Todynho, no dia 21 de julho do ano passado, na Vila Nova União, entrada de Cujubim pela BR 364, no município de Alto Paraíso. Nos próximos dias o inquérito será remetido à Justiça.

O acusado deve ser submetido ao júri popular ainda este ano e responderá por homicídio triplamente qualificado - art. 121, §2º, I (motivo torpe), III (meio cruel) e IV (recurso que dificultou a defesa da vítima; surpresa), previstos no Código Penal. Segundo investigações policiais, o crime foi cometido por questões relacionadas a uso de entorpecente.

O homicídio foi presenciado por duas testemunhas, que estavam em casa, acompanhadas da vítima. Segundo elas, Piá chegou na residência e bateu na porta, alegando que perdera as chaves e que queria entrar para dormir com a vítima. De tanta insistência, Jojo Todinho abriu a porta sem esboçar qualquer reação foi duramente atacada e morta com diversas facadas.

As testemunhas viram a agressão e fugiram pela janela para chamar a Polícia. A vítima ainda pediu para não ser morta, mas acabou sendo atingida com cinco facadas (nas costas, abdome e pescoço). A vítima morreu no local e o acusado preso um mês depois do crime. Há duas semanas, o Tribunal de Justiça de Rondônia manteve a sentença de pronúncia (denúncia) de Piá e submetê-lo a júri popular.

Fonte: O OBSERVADOR/FOTO: ARIQUEMES190

RELEMBRE O CASO:

Polícia Civil de Alto Paraíso prende suspeito de matar "Jojo Todynho" na Vila Nova.

No dia de hoje, a delegacia de Polícia Civil em Alto Paraíso, com apoio do Policial Civil Ademar da equipe da Homicídios de Ariquemes, deu cumprimento a Mandado de Prisão temporária em face de A.R.S. apelido Piá, suspeito de assassinar com 5 facadas Valdinete de Jesus Oliveira, apelido "Neguinha" ou "Jojo Todinho", no dia 21/07/2019, na Vila Nova, entrada de Cujubim pela BR 364. Nos próximos dias o inquérito será remetido à Justiça.

Fonte: PC Alto Paraíso

RELEMBRE O CASO:

ARIQUEMES: Mulher é encontrada morta esfaqueada em Vila na BR-364.

Por volta das 11 horas, deste domingo 21/07, a guarnição da Polícia Militar foi acionada a comparecer no km-564, Bairro Vila Nova na BR-364, local conhecido como Cachorro Sentado, onde havia acontecido um homicídio. No local, a guarnição localizou a mulher Valdinete de Jesus Oliveira, conhecida como “Neguinha” ou “Jojo Todinho”, 40 anos de idade já em óbito. A filha da vítima relatou que estava em Itapuã do Oeste quando o crime aconteceu. Um popular relatou que por volta das 6h30m, um rapaz de altura mediana chegou em sua residência e falou que precisava de um carro para socorrer uma mulher. O indivíduo estava com capacete, não sendo possível identificar seu rosto. A Polícia Técnico-Científica (POLITEC) também esteve no local, onde realizou a perícia do crime. Foram encontradas cinco perfurações possivelmente causadas por faca sendo uma tórax, uma na clavícula, uma no tórax lado esquerdo, uma na espinha dorsal e uma na nuca. O corpo foi removido do local pela funerária de plantão. Diante do exposto, foi registrado o Boletim de Ocorrência Policial (BOP) e o caso está sendo investigado.

         Mais informações no Programa Bronca da Pesada, a partir das 11 horas, com reprise às 20 horas, pela TV do Povo Canal 35 e agora no Digital 35.1, filiada Rede Meio Norte. 

Júri absolve acusado de matar Jojo Todinho de Alto Paraíso
Júri absolve acusado de matar Jojo Todinho de Alto Paraíso