Ariquemes AGORA
Notícias

Leia as principais notícias de Rondônia

Homem confessa que matou irmão a marretada e enterrou corpo CONFIRA VÍDEO

Por Diário da Amazônia - Postado por Rosa Bettero - SRTE/RO-1194, 10/09/2019 06h44

Aos leitores, ler com atenção!
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução

Veja: Homem confessa que matou irmão a marretada e enterrou corpo
Valmir Dalcortivo, 50 anos, se entregou na Unisp leste e confessou que matou o irmão Valdecir Dalcortivo, 49 anos, com dois golpes de...

VÍDEOhttps://www.youtube.com/watch?time_continue=8&v=bbHZDDAMZkU

Valmir Dalcortivo, 50 anos, se entregou na Unisp leste e confessou que matou o irmão Valdecir Dalcortivo, 49 anos, com dois golpes de marreta na noite da última sexta-feira (06), e depois enterrou o corpo em uma fossa de uma residência localizada na Linha 17 da estrada da Coca Cola, região rural de Porto Velho.

Em depoimento, Valmir disse que a vítima era uma pessoa muito agressiva e tinha um histórico de abusar e crianças, filhas de vizinhos e inclusive já havia abusado de sua filha alguns anos atrás, mais nunca teve coragem de fazer nada contra seu irmão.

Durante a noite de sexta-feira (06), ambos estavam conversando e começaram a se desentender, até que Valmir falou que sabia sobre os crimes que Valdecir tinha e quando ouviu isso se armou com uma marreta e tentou atacar o suspeito e entraram em luta corporal e Valmir conseguiu tomar a marreta e desferir dois golpes contra a cabeça de Valdecir que caiu ao solo.

Vendo que o irmão estava morto ele jogou o corpo em uma fossa e o enterrou e depois lacrou a força com uma tampa de cimento. Na tarde desta segunda-feira (09), ele tomou coragem e se entregou na Unisp leste. Os policiais receberam a informação e o suspeito levou os militares até o sítio onde ocorreu o crime. Uma equipe da delegacia de crimes contra a vida acompanharam os trabalhos Perícias e o corpo foi removido pelo rabecão. Valmir foi levado para a delegacia de homicídios, onde o delegado pegou seu depoimento, e na sequencia foi liberado para que possa responder o crime em liberdade.