Ariquemes AGORA
Notícias

Leia as principais notícias de Rondônia

Universitária que sumiu após entregar trabalho de faculdade é achada morta

Por Por Cícero Moura, Rede Amazônica, Porto Velho, 04/07/2018 06h01

Aos leitores, ler com atenção!
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 (Foto: Rede Amazônica)
Foto: Rede Amazônica

Universitária que sumiu após entregar trabalho de faculdade é achada morta; namorado é suspeito em RO
Silvia tinha sumido na última quarta-feira (6) e corpo dela foi achado enterrado em sítio de Porto Velho. Suspeito está sendo procurado pela polícia.

A universitária que sumiu após entregar um trabalho acadêmico em uma faculdade de Porto Velho, na última quarta-feira (6), foi achada morta nesta sexta-feira (8) em Porto Velho. O corpo de Silvia Santos Souza estava enterrado nos fundos de um sítio com várias facadas. O namorado da estudante é o principal suspeito do crime.

Segundo a Polícia Civil, depois da aula em uma faculdade particular da capital, a estudante mandou uma mensagem para uma amiga e afirmou estar indo embora, pois precisava cuidar dos dois filhos.

Desde então ninguém mais teve contato com a acadêmica e na última quinta-feira (7) a família registrou boletim de ocorrência. A partir daí, policiais iniciaram uma investigação para tentar localizar Silvia.

Conforme investigadores, uma pessoa teria repassado informações sobre o trajeto feito por Silva depois da faculdade. Os indícios do trajeto do carro indicavam que ela tinha ido ao sítio do namorado.

Os agentes da Civil foram até a propriedade e acharam o corpo da estudante enterrado, com várias facadas.

Segundo informações de investigadores, Silvia namorava o dono do sítio onde foi morta. A polícia está tentando localizar o sitiante, pois, até então, ele é o principal suspeito do assassinato.

À Rede Amazônica, a família disse que não consegue entender o que poderia ter motivado o assassinato da jovem, pois nunca presenciou uma discussão entre o suspeito e a vítima.