Ariquemes AGORA
Notícias

Leia as principais notícias de Rondônia

Índice de novos casos da Aids diminui mais de 50% em um ano em Ariquemes

Por Por Jeferson Carlos, G1 Ariquemes e Vale do Jamari, 17/03/2018 11h12
Teste rápido para doenças sexualmente transmissíveis como a aids (Foto: Reprodução)
Teste rápido para doenças sexualmente transmissíveis como a aids - Foto: Reprodução

Índice de novos casos da Aids diminui mais de 50% em um ano em Ariquemes, RO
Município registrou 51 casos da doença em 2016 e número caiu para 25 em 2017. Índice também diminuiu em todo o estado no mesmo período, de 583 para 408, diz Agevisa.

O número de novos casos de pessoas portadoras do vírus da Aids diminuiu mais de 50% entre os anos de 2016 e 2017 em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. Segundo os dados do setor de estatísticas da Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa), o município apresentou um dos maiores índices de queda expressiva nos casos registrados em todo o estado.

Conforme a Agevisa, a quantidade de novos casos da Aids diminuíram em todo o estado no período de um ano. Em 2016 foram 583 pessoas diagnosticadas com o vírus da doença e em 2017 o número baixou para 408 novos casos, o que significa uma queda de 30%.

De acordo com a vigilância em saúde de Ariquemes, em 2016 foram registrados 51 novos casos, enquanto que em 2017, foram 25 casos diagnosticados no município. A queda representa um percentual de 50,9% e ocupa as primeiras colocações na lista dos municípios de prevenção à doença.

Ao G1, a diretora da vigilância em saúde do município, Andria Fernanda, comentou que a diminuição dos casos se deve aos cuidados dos moradores em realizarem os testes rápidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) espalhadas pelos bairros, que fazem a identificação e encaminham os pacientes ao local de tratamento especializado.

“Os enfermeiros possuem um determinado dia para realizar os testes rápidos em todas as UBS do município, onde são identificados ou não os casos de HIV, a hepatite tipo B e tipo C e sífilis. Quando se dá positivo para alguma das doenças, esses casos são encaminhados para o SAE (Serviço de Assistência Especializada), e realiza um controle neurológico da carga viral para saber o nível que está e começa a tomar a medicação que nós fornecemos”, explica Andria.

Segundo Andria, o paciente conta com atendimento de enfermagem, médico e psicológico e dependendo da carga viral do quadro que apresenta, as consultas são agendadas mensalmente ou a cada dois meses.

Casos da Aids em Rondônia

Entre os novos casos registrados em 2017, o perfil social da doença mostra que os homens representam o gênero com mais casos diagnosticados, com cerca de 296, sendo um percentual de 60% dos casos. Já entre as mulheres, os diagnósticos ficaram em cerca de 113 casos, significando 31%.

Em Porto Velho, a queda foi de 29,1%. Em 2016 foram 298 novos casos da doença, enquanto que em 2017, o número caiu para 211. Em Guajará-Mirim (RO), foram 22 casos registrados em 2016 e 8 casos em 2017, ou seja, uma queda de 63,6%. Cerejeiras (RO) apresentou uma queda de 62,5%, com 8 casos em 2016 e 3 casos em 2017. Ji-Paraná (RO) teve 45 novos casos em 2016 e em 2017 caiu para 26, sendo uma diminuição de 42,2%.

Internas - Acima (Medium Rectangle) - Tamanho: 300x250
Guilherme Azevedo

Boate V8 com Ladies First “PRIMEIRO AS DAMAS” e Billiards