Ariquemes AGORA
Notícias

Leia as principais notícias de Rondônia

CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior

Por Por G1 RO, 08/11/2017 21h19

Aos leitores, ler com atenção!
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Casa que teria servido de cativeiro para manter a jovem grávida Tainá Carina de Lima (Foto: Assessoria/PM)
Casa que teria servido de cativeiro para manter a jovem grávida Tainá Carina de Lima - Foto: Assessoria/PM

Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior de RO
Casa onde grávida teria sido mantida refém fica na zona rural de Monte Negro. Estudante de 21 anos desapareceu no último dia 27 de outubro.

A Polícia Militar (PM) de Monte Negro (RO), na região do Vale do Jamari, divulgou nesta quarta-feira (8) fotos de uma suposta casa que teria servido de cativeiro para a estudante Tainá Carina de Lima Mendonça, de 21 anos, que está desaparecida desde o último dia 27 de outubro. http://www.ariquemesagora.com.br/noticia/2017/11/07/familia-e-amigos-de-gravida-desaparecida-ha-11-dias-bloqueiam-br-421.html A casa, segundo a polícia, fica localizada na região rural de Monte Negro, a poucos quilômetros da residência da estudante. Os policiais chegaram ao local por meio de denúncia anônima.

Na casa, segundo foi divulgado, a PM encontrou uma cama sem colchão e embalagens de remédios.
Também foi encontrada uma pedra amarrada a uma corda. A estudante, que está grávida, com parto marcado para a próxima semana, não foi encontrada na residência.

Pedra com uma corda amarrada nela foi encontrada no interior da casa (Foto: Assessoria PM)
Pedra com uma corda amarrada nela foi encontrada no interior da casa (Foto: Assessoria PM)

Agora a Polícia Civil vai investigar se a casa foi realmente utilizada para manter Tainá como refém. A estudante desapareceu de Monte Negro depois que foi procurar o pai da criança que ela espera, para cobrar uma pensão.
O nascimento do bebê está previsto para a terça-feira, dia 14 de novembro.
A polícia chegou a dizer que tratava o caso como assassinato, mas a família fez um protesto na última terça-feira (7) para cobrar uma resposta sobre o desaparecimento. A mãe da estudante acredita que ela está viva.

CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
CASO TAINÁ - Polícia encontra casa de suposto cativeiro para manter grávida no interior
Rosa Bettero

ONODERA ESTÉTICA completa 01 ano em Ariquemes Rondônia