Ariquemes AGORA
Notícias

Leia as principais notícias de Rondônia

CASO JÉSSICA: EXCLUSIVO:Mensagens de WhatsApp mostram que Diego atraiu Jéssica Hernandes até local

Por Vilhenanoticias - Renato Spagnol, 05/10/2017 20h21

Aos leitores, ler com atenção!
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Mensagens obtidas pela polícia mostram que suspeito arquitetou ida da vítima até a casa onde ela foi morta (Foto: Reprodução/Fotomontagem)
Mensagens obtidas pela polícia mostram que suspeito arquitetou ida da vítima até a casa onde ela foi morta - Foto: Reprodução/Fotomontagem

EXCLUSIVO: mensagens de WhatsApp mostram que Diego atraiu Jéssica Hernandes até local do assassinato

O Vilhena Notícias obteve acesso com exclusividade às transcrições das trocas de mensagens de mídia entre a adolescente de 17 anos, Jéssica Moreira Hernandes, morta em 20 de abril deste ano em Cerejeiras, com 13 facadas, e o principal suspeito de ser o assassino, Diego de Sá Parente.

Trama

No diálogo, e segundo interpretação da polícia, é possível identificar que Diego tenta num primeiro momento atrair a menor até sua casa, com o pretexto de mostrar provas de que ela estaria sendo traída pelo namorado Ismael José da Silva, mas a adolescente refuta a ideia de ir ao encontro do suspeito na casa dele.

As trocas de mensagens não deixam claro, se foi a menor que procurou Diego para ajudá-la a descobrir a suposta infidelidade do parceiro, ou se foi o suspeito, que por conta própria a procurou no intuito de delatar o primo Ismael.

Em 18 de abril, Diego envia mensagens via WhatsApp e diz à adolescente ter conseguido clonar o celular da mulher com quem Ismael estaria tendo um caso, e relata ainda ter conseguido interceptar várias conversas, que comprovariam a suposta traição. (O criador do WhatsApp, Brian Acton, diz que toda a comunicação [via aplicativo] é protegida por criptografia de ponta a ponta e as mensagens não podem ser interceptadas). 

A partir deste dia, Diego intensifica as trocas de mensagens para tentar convencer Jéssica a encontrá-lo e assim mostrar as supostas provas.

Já no dia 20 de abril, data em que foi assassinada, a vítima durante troca de mensagens com o suspeito pergunta como faz para ver o material.

“Como eu faço para ver”, pergunta Jéssica.

O suspeito então pede para que naquele dia ela falte à escola e propõe que o encontro seja na casa da mãe dele, onde estariam sozinhos e ela poderia ter acesso e ler todas as mensagens interceptadas.

O conteúdo transcrito está presente em 28 páginas do processo.

VEJA CONVERSA...

http://www.vilhenanoticias.com.br/materias/news_popup.php?id=29636

VEJA MAIS: http://www.ariquemesagora.com.br/noticia/2017/09/09/caso-j-ssica-juiz-inocenta-ex-namorado-da-vitima-diego-ira-a-juri-e-mais.html

Internas - Acima (Medium Rectangle) - Tamanho: 300x250
Ricardo Carvalho e Rosa Bettero - SRTE/RO-1194

Comemoração Dia Internacional da Síndrome de Down