Ariquemes AGORA
Notícias

Leia as principais notícias de Rondônia

MP recorre da absolvição de Ismael Silva no caso de Jéssica Hernandes, mas defesa diz que esta confi

Por Vilhenanoticias, 13/09/2017 07h30

Aos leitores, ler com atenção!
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Na sentença, o juiz absolveu Ismael Silva do caso e determinou que Diego de Sá Parente vá a júri popular. (Foto: Reprodução)
Na sentença, o juiz absolveu Ismael Silva do caso e determinou que Diego de Sá Parente vá a júri popular. - Foto: Reprodução

MP recorre da absolvição de Ismael Silva no caso de Jéssica Hernandes, mas defesa diz que esta confiante

Por
Aline Rayane

Após o juiz Jaires Taves Barreto da 2º Vara Criminal da Comarca de Cerejeiras, proferir a sentença na última sexta-feira, 8 de setembro, em que absolveu Ismael José da Silva da acusação de ter assassinado a namorada Jéssica Moreira Hernandes de 17 anos, em abril deste ano no município, e determinou que Diego de Sá Parente seja levado a júri popular, o promotor de Justiça Marcus Alexandre de Oliveira Rodrigues entrou contra a decisão.

Ao site Rondônia Dinâmica, Marcus afirma que tem certeza absoluta de que Ismael matou a namorada, pois Diego não tinha motivo algum. Ele ainda diz que provas não foram devidamente analisadas, inclusive o depoimento prestado pelo delegado Rodrigo Spiça, responsável pela investigação e que presidiu o inquérito do caso Jéssica Hernandes.

“Nós respeitamos a decisão do Judiciário, mas pensamos diferente e por isso estamos recorrendo. Estou convicto da participação do Ismael José no crime porque tem traços de passionalidade. Ninguém dá treze facadas em um ser humano à toa, sem ódio, sem raiva. Houve o ‘Teste de Fidelidade’, Diego ajudou, mas quem matou a Jéssica foi o Ismael e iremos provar no Júri”, pontuou o promotor ao site.

Defesa

À reportagem do Vilhena Notícias, a advogada de Ismael, Shara Eugênio de Souza, afirmou que não está preocupada com a apelação da sentença proferida por Marcos, de acordo com ela, a ação já era esperada.

“Não estou preocupada, eu sei que não existem indícios, o Ismael não estava no local do crime. Eu já esperava isso por parte do Dr.º Marcos Alexandre, desde o início ele comprou a ideia do delegado e manteve isso, mesmo diante das provas que está nos autos, de que meu cliente não esteve no local. Foi parcial desde início”, explicou a advogada.

Se caso a apelação, que já está juntado nos autos, ir para o tribunal, a sentença será visada para que seja reformada ou não. Porém, Shara está confiante de que isso não irá acontecer.

“Acredito que vai ser mantido a sentença de 1º grau, porque não existe indícios de autoria do Ismael. Ele saiu do seu local de trabalho depois das 11h, Jéssica já havia sido morta. Ela chegou no local 8h30, às 9h30 o corpo já tinha sido levado. Estamos aguardando, estou confiante que ocorrerá tudo correto como ocorreu desde o princípio com o Ismael”, afirmou.

LEIA TAMBÉM: REVIRAVOLTA NO CASO JÉSSICA: Imagens de câmeras e depoimentos podem complicar situação de Diego

http://www.ariquemesagora.com.br/noticia/2017/09/04/reviravolta-no-caso-j-ssica-imagens-de-cameras-e-depoimentos-podem-complicar-situacao-de-diego.html

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: https://www.facebook.com/search/top/?q=ariquemesagora.com.br

Reprodução

“O MESTRE CUCA BUFFET” 15 anos servindo o melhor sabor agora com “Spasso Festas”