Ariquemes AGORA
Notícias

Leia as principais notícias de Rondônia

TRAGÉDIA-Mãe mata os filhos de 3 e 7 anos de idade e depois se enforca

Por Folhavitória, 01/06/2016 08h46

Aos leitores, ler com atenção!
Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução

Caso aconteceu em uma casa na Avenida Belo Horizonte, em Nova Carapina I. Segundo a polícia, após matar as crianças, mulher teria se enforcado com uma corda, no banheiro
Uma mulher e duas crianças foram encontradas mortas dentro de uma casa no bairro Nova Carapina I, na Serra, no início da noite desta segunda-feira (30). Segundo a polícia, a mulher, de aproximadamente 30 anos, teria matado as vítimas, uma menina de 7 anos e um menino de 3, e em seguida se suicidado.

A ocorrência foi registrada em uma residência localizada na Avenida Belo Horizonte e confirmada pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A linha de investigação da polícia é de que a mulher teria estrangulado as crianças e, em seguida, se enforcado no banheiro, com uma corda usada para acionar a descarga.

Segundo a polícia, quem acionou o Ciodes foi o pai das crianças, marido da mulher, que presenciou a cena ao chegar em casa, por volta das 18h30. Ele encontrou uma das crianças, já morta, em cima da cama de um dos quartos.

Após procurar pelo resto dos familiares, ele encontrou o outro filho morto no banheiro, ao lado da mãe, também já sem vida e com a corda enrolada no pescoço.

A Polícia Militar e peritos da Polícia Civil foram acionados e foram ao local. Os policiais constataram manchas roxas nos pescoços das duas crianças, o que indica que elas tenham sido estranguladas.

Moradores da região disseram à polícia que a mulher já havia tido depressão, mas que estava se recuperando. O marido dela confirmou o problema da esposa, mas disse que ela já estava curada. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Rosa Bettero e Marcio Bergmann

Prêmio “QUALIDADE COMPROVADA 2017” em Ariquemes Rondônia